quinta-feira, 26 de agosto de 2010

51% do tráfego da rede é vídeo!

O gráfico abaixo mostra que 51% do tráfego da rede é vídeo! Assutador não? Imaginem quando começar a disseminar os víddeos em HD? Acesse a URL http://www.openculture.com/smartyoutube e veja uma enorme lista de coisas legais que podemos assistir no YouTube (BBC, HBO, Al Jazeera, Google, etc). Irresistível! (Clique no gráfico para ampliar)


sábado, 14 de agosto de 2010

Duas pernambucanas no ranking da INFO 200


Somente duas empresas pernambucanas estão na lista das 200 maiores empresas de tecnologia do Brasil: Provider e C.E.S.A.R, nas posições 96 e 171, respectivamente. Esta lista foi divulgada na edição 294 (Agosto/2010), da revista Info. Enquanto São Paulo possui 127, Rio de Janeiro 27, Rio Grande do Sul 9, Paraná 8, Minas Gerais 7 e Amazonas 5, Pernambuco possui apenas duas. Fazendo uma reflexão sobre esse "resultado": temos em Recife escritórios da IBM, Microsoft, Stefanini, TOTVS, SERPRO, Unisys, Politec e MV Sistemas. Bom para o aquecimento do mercado pernambucano, porém existe um ponto negativo que é observado por alguns mas não é muito divulgado. Sei que nem todos esses escritórios possuem fábrica de software, porém, mesmo assim, acredito que muitas empresas estão usando Recife para ter mão de obra barata e mais qualificada tecnicamente. Eis o ponto negativo, e grande! Mais uma observação: nesta lista, senti falta das pernambucanas Pitang, WPD e Procenge, pois estas empresas faturam muito mais que 10 milhões por ano. Não sei bem o motivo, mas a INFO tem muita credibilidade para não as mencionar.

Empresas de TI e responsabilidade ambiental (TI verde)

Dentre as empresas que responderam ao questionário INFO200, 52% reciclam produtos no fim da vida util, 72% reciclam sobras de material, 48% utilisam processo produtivo não poluente, 61% fazem uso racional da energia, 40% fornecem produtos que reduzem o consumo de energia. Acho que esses números poderiam ser bem melhores, tendo em vista que a implantação de processos que beneficiam o meio ambiente, não são tão custosos assim. Muitos desses processos são apenas comportamentais-educacioinais. Acho que esse assunto precisa ser mais abordado na academia para que seja efetivamente disseminado dentro de pequenas e médias empresas. Seria muito custoso doar equipamentos eletrônicos para empresas especializadas em reciclagem ou descarte deste material? Será que é tão trabalhoso implementar uma política de racionalização de energia? Será que é complexo implantar políticas de reciclagem de insumos de escritório? Acho que não! Temos que melhorar muito sobre isso ainda.

Você sabe quais são as características técnicas e comportamentais de um arquiteto de software?

No post anterior, eu falei sobre as responsabilidades de um arquiteto de software. Agora, você sabe quais são as características técnicas de...