domingo, 13 de março de 2011

Regulamentação de profissionais de TI: Bom ou ruim?

Depois da publicação da notícia de que as profissões de analista de sistemas e técnico em informática serão regulamentadas se o Senado e a Câmara aprovarem o projeto de lei do Senado (PLS) 607/07, fiquei pensando se isto seria positivo ou negativo para mim. Durante este meu auto-questionamento, Silvio Meira "twitou" um link listando vários outros links (bundle) de postagens que já falavam sobre o assunto. Achei o conteúdo dos textos muito interessantes que me levam a acreditar que a não regulamentação seria positiva visando a liberdade no processo de desenvolvimento de sofwtare. Compartilho com vocês alguns links que utilizei para refletir sobre o assunto.

[1] Deputados avaliam regulamentação de profissionais de TI
http://computerworld.uol.com.br/blog/profissao-ti/2011/03/11/deputados-avaliam-regulamentacao-de-profissionais-de-ti/
[2] Post "informática: SBC debate a regulamentação das profissões"
http://smeira.blog.terra.com.br/2009/05/12/informtica-sbc-debate-a-regulamentao-das-profisses/

[3] Série de postagens de Silvio Meira comentando sobre regulamentação, em 2009
http://bit.ly/bundles/srlm/5

Alguns trechos contidos no texto do link [2] e que achei interessante:

  • CONTRA A REGULAMENTAÇÃO, ricardo anido, professor da unicamp e diretor de relações profissionais da  sbc: "... Em nenhum país com economia avançada essa restrição existe: Estados Unidos, Inglaterra, França, Alemanha, Japão, Itália, Canadá, por exemplo, não restringem a atuação de profissionais da área. Nossos concorrentes diretos na busca por atração de oportunidades na área de informática, em especial Índia, China, Irlanda e Rússia, também não colocam qualquer restrição à atuação na área..."

  • A FAVOR da regulamentação, antônio neto, presidente do sindicato dos trabalhadores em processamento de dados de são paulo: "...E os geniozinhos não seriam, em hipótese alguma, excluídos do mercado. Eles seriam, como qualquer pessoa de juízo e bom senso iria exigir, supervisionados por alguém que tivesse noções multidisciplinares e que colocasse ordem na casa ..."

  • "Regular as profissões de informática –se pegasse- teria todo tipo de efeito colateral, afetando inclusive o desenvolvimento de software livre, uma das mais criativas –e desordenadas- atividades do setor de software… que tem o apoio, em gênero, número e grau, de países emergentes como o brasil..."