quinta-feira, 27 de junho de 2013

Alguns lugares de São Paulo em apenas 3 dias


Que tal conhecer o maior número de pontos turísticos de São Paulo em apenas três dias, considerando viajar em família com seu filho de quase 2 anos? Esquecemos um pouco do São João de Recife e topamos o desafio. Ficamos hospedados num hotel no bairro de Itaim Bibi, um bairro calmo, considerado nobre e com muitos restaurantes por perto. A viagem foi corrida, mas foi muito proveitosa. Não irei narrar absolutamente tudo o que foi feito, pois destacarei apenas visitação de pontos relevantes da cidade. No final desta postagem, coloquei várias fotos legais.

Já na manhã do primeiro dia, fomos ao Mercado Municipal conhecer os famosos boxes, comer o tradicional pão com mortadela e o pastel de bacalhau. O lugar é bem organizado, limpo e com uma variedade interessante de produtos (frutas, queijos, petiscos, pescados, vinhos, salames, etc). Muita variedade! No primeiro andar do mercado funcionam os bares e restaurantes e foi lá onde comemos o pão com mortadela, especificamente no Hocca Bar. Se você não é de comer muito, tenha certeza de que o pão serve duas pessoas. Valeu muito a pena conhecer o mercado, tanto pelo ambiente quanto pela comida. De lá fomos ao Museu do Catavento, que também valeu muito a pena ir porque registramos ótimas fotos do lado de fora, conhecemos o acervo de trens e aviões do museu e visitamos as exposições do local de variados temas.

Reservamos à tarde do primeiro dia para conhecer o Parque do Ibirapuera. Muito legal, valeu muito a pena ir. O parque é imenso, muita gente andando de skate, andando de patins, andando de bicicleta, se divertindo nos gramados, apreciando o jogo de águas existente no lago principal. Muito legal!

Aproveitamos a manhã do segundo dia para conhecer o Parque da Independência. Dentro do parque tem o Museu Paulistano, que tem um grande acervo de obras e objetos da época da Independência do Brasil. O palácio é fantástico por dentro e por fora. Sem falar do jardim existente na parte externa, que circunda uma pequena fonte que faz efeitos com jatos de água. Dentro do parque tem uma enorme pista  de asfalto que é usada por dezenas de skatistas e patinadores. Do Parque da Independência fomos ao Aquário de São Paulo. Mais um lugar fantástico! Vimos peixes de pequeno a grande porte, desde peixe palhaço até tubarões, que por sinal estavam presentes em alguns aquários que podiam ser vistos como se fossem o teto de alguns corredores. Lá também tinha morcegos gigantes, pinguins, jacarés, bicho-preguiça, cobras, peixe-boi, lontra, leão marinho, etc. Muito proveitosa essa visitação. A entrada custou R$ 40,00 por pessoa. Do aquário, fomos conhecer a feira do bairro da Liberdade, e dessa vez nos deslocamos de metrô, porque até então estávamos usando apenas táxi. Saímos da estação de Vila Mariana e ficamos na estação da Liberdade. Assim que saímos da estação, já estávamos no meio da feira. Tinha muita coisa diferente para vender, além das barraquinhas de lanches orientais que funcionam na rua mesmo. Valeu a pena conhecer também! A volta também foi de metrô, que por sinal foi bem mais agradável porque utilizamos um metrô da linha amarela, cujas estações são novas e modernas.

No último dia, só tínhamos o turno da manhã disponível e a ideia seria conhecer, através da estação da Luz, a Pinacoteca e o Museu da Língua Portuguesa, mas infelizmente não deu para conhecer porque era uma segunda-feira e os museus não abriram. Conhecemos apenas a estação da Luz e vimos a Pinacoteca por fora. Mesmo assim, valeu a pena ter ido até lá. O que não valeu muito a pena foi termos ido ao Shopping Iguatemi, no final da manhã do terceiro dia, porque além de possuir apenas lojas de roupas, jóias e acessórios, se trata de um shopping cujo público-alvo é o consumidor de alto poder aquisitivo. Esse não valeu a pena.

Abaixo seguem algumas fotos: